Conceito

O Ensinar é Voar é um projeto de inovação pedagógica no 1º CEB, financiado no âmbito das Parcerias para o Impacto do Portugal Inovação Social, que teve o seu início em Oliveira do Hospital no ano letivo de 2018/2019.

Tem como objetivo transferir para a escola pública o modelo pedagógico - VOAR, assente num ensino e aprendizagem voltado para a individualidade de cada aluno, tendo como base de trabalho a aprendizagem por projeto.

O Voar é um modelo inovador de ensino e aprendizagem, que vem transformar a sala de aula e possibilitar que todos os alunos aprendam mais e melhor, ao seu ritmo e à sua medida.

Modelo inovador de ensino que vem transformar a sala de aula

Com base neste método de trabalho, os alunos aprenderem competências essências para a sua vida, assentes no conhecimento, na comunicação, na responsabilidade, no saber ser, no saber estar e no saber intervir em comunidade.

Respeita as competências essenciais do currículo, alterando apenas a ordem e a forma como é trabalhado em sala de aula, respeitando em simultâneo o ritmo de desenvolvimento de cada aluno.

Os alunos dividem o seu tempo na aprendizagem por projetos, interdisciplinar, onde partindo de desafios/temas, exploram diferentes temáticas e assuntos, com o apoio/direção do professor. Exploram em detalhe, com tempos e metodologias específicas, a matemática e o português.

É privilegiado o estudo do meio como atividade nuclear, partindo de temas que são mais familiares para as crianças. A matemática e o português assumem-se como atividades decorrentes, trabalhando-se dentro dos projetos e existindo ainda um reforço específico.

Os alunos aprendem competências essenciais para a sua vida

Este modelo é uma atualização do Ensinar é Investigar, um projeto / modelo que surgiu entre 1983 e 1993 sob coordenação de Maria da Luz Leitão, Isabel Valente Pires, Florbela Palhais e Maria João Gallino.

Neste formaram-se 12 formadores e 1200 professores a nível nacional, envolvendo 24000 alunos.

Nos anos que se seguiram, a equipa do projeto foi apoiando na formação de diversos professores, participando em vários projetos de transformação de escolas ao longo dos anos.

Em 2013/2014, uma das coordenadoras – Isabel Valente Pires, procede à melhoria do programa, tendo em conta o contexto atual dos alunos e as aprendizagens que se pretendem, iniciando uma nova versão do mesmo no Colégio de S. José – VOAR.

O modelo é uma atualização do Ensinar é Investigar

Equipa

O Projeto é promovido pela ADIBER - Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra, Góis, tendo como Investidor Social o Município de Oliveira do Hospital.

Equipa de coordenação

Clara Ramos

ADIBER - Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra

Ana Duarte

ADIBER - Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra

Maria Graça Silva

Município de Oliveira do Hospital

Artur Abreu

Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital

Isabel Valente Pires

Colégio de São José

Patrícia Figueiredo

GO’WE – Education, Territory, Consultancy

Professores e Mentores

Professores no projeto

Ana Cristina Guerra

Ana Cristina Guerra

Professora do 1.º ciclo do Ensino Básico

Integrei o Projeto “Ensinar é Voar”, como um desafio, acreditando, que novas abordagens, metodologias diferenciadas e contemporâneas repercutir-se-ão em aprendizagens significativas para os alunos, alicerçadas na motivação da construção do seu próprio saber.

Sílvia Coelho

Sílvia Coelho

Professora do 1.º ciclo do Ensino Básico

Ao longo da minha carreira profissional tenho procurado, sempre, implementar estratégias e metodologias que permitam aos meus alunos alcançar, não só, sucesso académico, mas, principalmente, que contribuam para a sua formação pessoal e social.

Foi nesta perspetiva que aceitei o desafio de integrar o projeto “Ensinar é voar”. Desejando que o mesmo possa contribuir para esta formação e que as crianças de hoje venham a ser adultos autónomos, responsáveis, interventivos e com espírito crítico.

Susana Alves

Susana Alves

Professora do 1.º ciclo do Ensino Básico, variante de Educação Musical

Ao embarcar neste projeto de forma “acidental”, as minhas dúvidas foram muitas. Mas com o decorrer do tempo, percebi que estava numa viagem que pode fazer a diferença na vida destes meninos, mas acima de tudo, no nosso sistema educativo português.

A escola pública precisa acompanhar a evolução do séc. XXI, quer a nível da sociedade quer a nível tecnológico. São projetos assim, centrados nos alunos e na sua preparação para a vida em sociedade do séc. XXI, que fazem evoluir e pensar sobre a escola que temos, e a escola que queremos.

Mentor no projeto

Cláudia Santos

Cláudia Santos

Professora do 1.º ciclo do Ensino Básico há 15 anos, a trabalhar com o Ensinar é Investigar desde 2005 e tendo integrado o projeto VOAR em 2013.

O que me motiva a aplicar e a acreditar no método é este dar a oportunidade a cada criança de construir o seu próprio conhecimento de forma autónoma, motivadora, valorizando os seus interesses e os seus ritmos de aprendizagem.

Potencia-se, assim, o gosto pelo saber em geral.

Bibliografia

Kovacs, H. (2018). Change, challenge, transformation: A qualitative inquiry in transformative teacher learning. In Center for Educational Policy Studies Journal, vol. 8, n.º 3 (99-118).

Pires, I. V. Colégio de S. José. In The practitionares’ guide to changemakers education. Em publicação.

Pires, I. V., Lapas, P. (2018). Os domínios de autonomia curricular no Colégio de S. José. In Trindade, R. (coord), Autonomia, flexibilidade e gestão curricular: Relatos de práticas (65-82). Lisboa: Leya.

Pires, I. V., Lapas, P. (2018). VOAR – O modelo pedagógico do Colégio de S. José. In Noesis, Janeiro 2018. Lisboa: Direção Geral da Educação.

Pires, I. V., Figueiredo, P., Lapas, P. (2017). Sistema pedagógico Voar: Colégio de S. José em Coimbra. In de Gonçalves, M. D. (org), Encontros IDEA: Dificuldades na aprendizagem Práticas de avaliação e intervenção, (271-284). Lisboa: IDEA.